Noticias Locais

Quatro cidades da região pedem corte de até 85% em salários de políticos
31/08/2015

Acúmulo de gastos nas administrações municipais e a falta de políticas públicas motivaram quatro cidades da região de Ribeirão Preto (SP) a organizar abaixo-assinados pela redução de até 85% nos salários de seus representantes no Legislativo e no Executivo. Em Igarapava (SP),Pedregulho (SP) e São Joaquim da Barra (SP), a população quer o reajuste dos vencimentos de vereadores, prefeito e vice-prefeito.

Em Pradópolis (SP), o pedido é somente pela diminuição dos salários dos vereadores. Um requerimento já foi enviado à Câmara Municipal em 12 de agosto com a quantidade de assinaturas exigida. A previsão era de que o documento fosse avaliado até quinta-feira (27) para ser colocado em pauta na sessão do Legislativo.

O presidente da Câmara de Pradópolis, Ronaldo Antônio de Oliveira (PR), não foi encontrado para comentar o assunto. Os demais municípios ainda colhem o número necessário de assinaturas para dar entrada com os projetos de redução salarial nas respectivas Câmaras.

Igarapava
Com 11 vereadores na Câmara, a folha de pagamento dos parlamentares em Igarapava é de R$ 66 mil por mês. Prefeito e vice somam R$ 22 mil de despesas mensais com os salários.

A proposta da população é reduzir pagamento do prefeito de R$ 15 mil para R$ 9 mil - corte de 40% - e os salários de R$ 6 mil dos vereadores e do vice-prefeito para R$ 900 - de 85% -, o que geraria uma economia de R$ 3 milhões durante quatro anos. Os valores passariam a valer no próximo mandato, a partir de 2017.

A pessoa pensa que o vereador só vem de segunda-feira, mas isso é um resumo do trabalho da semana toda. R$ 900 não é suficiente para pagar o trabalho do vereador. Trabalho voluntário, gratuito, quem precisa é instituição de caridade"
Jair Xavier Bisinoto,
presidente da Câmara de Igarapava

Para isso, no entanto, os munícipes precisam de ao menos 1,1 mil assinaturas para levar o projeto de redução salarial à Câmara. Até o momento, o grupo que organiza o abaixo-assinado conseguiu pouco mais de 900. A população aprova a medida.

"Tem que mudar o que eles ganham. Acho que [com o dinheiro] poderia dar outras melhorias, melhorar o asfalto, dar mais empregos. O dinheiro podia ser aplicado em coisas para a cidade. Porque está faltando muita coisa", diz o panfleteiro Lauro de Carvalho da Silva.

O presidente da Câmara, Jair Xavier Bisinoto (PSC), afirma que levará o projeto para votação, mas adianta que é contrário ao corte de gastos. "A pessoa pensa que o vereador só vem de segunda-feira, mas isso é um resumo do trabalho da semana toda, R$ 900 não é suficiente para pagar o trabalho do vereador. Trabalho voluntário, gratuito, quem precisa é instituição de caridade", afirma.

Pedregulho
Com o objetivo de uma economia de R$ 470 mil por ano aos cofres públicos, os moradores de Pedregulho também se organizam com a coleta de assinaturas para tentar levar um projeto de corte de gastos salariais dos parlamentares do município à Câmara.

De acordo com o radialista Leandro Valadão, líder do grupo, mais de 400 pessoas já assinaram o documento, que precisa de ao menos 700 nomes para entrar na pauta do Legislativo.

Fui vereador em dois mandatos, fui presidente da Câmara. Na época, era o salário mínimo que ganhava. Nunca fizemos projeto para aumentar. Acho que um salário e meio estava bom demais.Me parece que não produzem para a cidade o tanto que recebem"
José Neves da Silva,
ex-vereador em Pedregulho

"A gente quer a redução a partir de 2017, para que a cidade tenha condições de manter o básico, medicamentos, praças, o asfalto. Toda economia é bem vinda. Se a gente está passando por crise, a gente faz economia em casa. A cidade também tem que fazer", diz.

Ex-vereador no município, José Neves da Silva apoia o projeto, que se aprovado deve reduzir o salário do prefeito de R$ 14,7 mil para R$ 7,8 mil, uma diferença de 46,9%. O vice-prefeito, que atualmente ganha R$ 5,6 mil, passaria a receber R$ 2,3 mil - 58,9% a menos. Com um corte de 69,4%, os vereadores passariam a ganhar R$ 1,1 mil, em vez dos atuais R$ 3,6 mil por mês..

"Fui vereador em dois mandatos, fui presidente da Câmara. Na época, era o salário mínimo que ganhava. Nunca fizemos projeto para aumentar. Acho que um salário e meio estava bom demais. Me parece que não produzem para a cidade o tanto que recebem", afirma.

Procurado pela reportagem, o atual presidente da Câmara, Carlos Peracini (DEM), não foi encontrado para comentar o caso.

São Joaquim da Barra 
Os munícipes de São Joaquim da Barra pretendem pedir a redução de 50% nos salários de prefeito, vice e vereadores. O chefe do Executivo, Marcelo de Paula Mian (PT), inclusive, recebe R$ 22,2 mil mensais, salário superior ao do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), que ganha em torno de R$ 21,6 mil.

Com a aprovação do projeto, também cairiam pela metade os vencimentos do vice-prefeito, atualmente em torno de R$ 6,3 mil, e dos 11 vereadores, que recebem R$ 5 mil mensais. Os organizadores do abaixo-assinado esperam chegar às 1,2 mil assinaturas necessárias para levarem o requerimento a Câmara.

Pradópolis
Em Pradópolis, a população se mobiliza pela diminuição do salário dos vereadores em 70%, para que a diferença salarial seja revertida em programas sociais. Caso tal redução seja aprovada, a remuneração atual de R$ 5,9 mil cairia para R$ 1.770.

Um requerimento foi enviado à Câmara em 12 de agosto com a quantidade de assinaturas exigida. A previsão era de que o documento fosse avaliado até quinta-feira para ser colocado em pauta na sessão do Legislativo. O presidente da Câmara de Pradópolis, Ronaldo Antônio de Oliveira, não foi encontrado para comentar o assunto.

www.g1.com.br

 

Acompanhe abaixo as noticias anteriores

 
USP busca crianças para pesquisa que usa videogame contra a obesidade
USP de Ribeirão Preto testa antioxidantes no combate a doença que causa infertilidade em mulheres
Golpe na internet causa prejuízo de R$ 250 mil a empresa em Jaboticabal
Câmara aprova processo de cassação contra a prefeita de Ribeirão Preto
Prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera, é presa na segunda fase da Sevandija
Não vendia nada, diz dono de site acusado por golpes de R$ 250 milhões
Sem salários, médicos suspendem cirurgias na Santa Casa de Barretos
Suspeita de matar recém-nascida em canavial escondeu gravidez, diz sogra
Justiça divulga limite de gastos nas eleições municipais
Alckmin sanciona lei que oficializa a Região Metropolitana de Ribeirão
Grupo de Guariba, SP, quer salário de vereador igual ao de professor
Postos de Franca e Ribeirão lucram acima da média no Estado, diz estudo
Cachorro como prêmio em bingo da igreja vira polêmica em Ribeirão Preto
Prefeitura suspende 'venda' de férias de servidores contra rombo fiscal
Sem leito de UTI, adolescente morre após 17 horas em trabalho de parto
Testes com vacina da dengue devem começar em 30 dias em Rio Preto
PF em Ribeirão Preto prende traficante procurado na Colômbia e nos EUA
Prefeito de Miguelópolis é preso em operação contra fraude em licitações
PT não descarta discussão sobre novas eleições, diz Humberto Costa
Casos de evasão de pedágio crescem 41,7% nas rodovias de Ribeirão Preto
Ação pede sequestro de bens de Dárcy Vera
Devolução de verba ao IPM não exime Dárcy Vera de improbidade, diz OAB
Ribeirão Preto, SP, tem quarta morte por suspeita de dengue em 2016
Enquanto esperam verba do PAC, moradores decidem asfaltar ruas por conta própria
Depoimento cita propina para o secretário Duarte Nogueira
Quatro suspeitos de fraudar merenda em SP são soltos por acordo com MP
Polícia investiga estupro de menina de 15 anos
Impostos pagos por brasileiros chegam a R$ 2 trilhões este ano
Agressão a servidores faz USP mudar o local de entrega da fosfoetanolamina
Câmara aprova alta de 30% no salário do prefeito de Ribeirão Preto em 2017
Polícia prende em Ribeirão suspeito de aplicar golpes em site de vendas
Câmara aprova orçamento do município para 2016
Taquaritinga corta quatro secretarias e demite 22 para equilibrar contas
Funcionário mata colega em empresa de Monte Alto
Palocci tem direitos políticos cassados por contratar empresa sem licitação
Lei em Ribeirão proíbe retenção de macas de ambulâncias em hospitais
Falta d'água em Jaboticabal é alvo de investigação do Ministério Público
Acabei com minha vida, diz suspeito de matar os pais a facadas em SP
Grupo explode caixas eletrônicos de agência bancária em Pirangi
MP da Suíça confirma que Cunha tem US$ 5 milhões em contas no país
Jaboticabal demite servidores e corta despesas para poupar R$ 6 milhões
Refis das domésticas vai até dia 30 de setembro; veja regras de adesão
Prefeitura retomará sepulturas abandonas no Cemitério
Um morre e 7 ficam feridos em colisão entre carro e van em Dumont, SP
Preço de passagem aérea cai 25%, e conta de luz tem 1º recuo em 17 meses
Abatedouro clandestino é fechado em propriedade rural de Pindorama
Quatro cidades da região pedem corte de até 85% em salários de políticos
Pesquisador acredita que substância desenvolvida na USP cura o câncer
Padrasto nega morte de Joaquim, mas diz já ter ameaçado matar Natália
Com nova prisão, polícia totaliza 31 recapturados após roubo a carro-forte
Falsos médicos em Franca, SP, já chegam a 6, diz secretária de Saúde
Vicinal sem acostamento coloca motoristas em risco em Sertãozinho
Polícia Civil suspeita de fraude em mais 35 cidades
Ibitinga: carro de funerária sofre grave acidente
Pacientes dizem que faltam remédios básicos na rede pública de Jaboticabal
Motociclista empinou moto e prensou comerciante, diz testemunha
Apaixonado por ferrovias, idoso vai conhecer 3 continentes sobre trilhos
Apesar de veto, Câmara aprova multa a quem impedir amamentação
Polícia Militar apreende 80 quilos de maconha no centro de Rio Preto
Doações de Cristiano Araújo ao HC de Barretos chegam a R$ 2 milhões
Operação QI: Justiça afasta 11 de cargos públicos
Vaticano investiga bispo de cidade em São Paulo
MP quer encerrar investigação sobre fraude em concursos em quatro dias
Acidente entre moto e caminhão em vicinal deixa um morto
Tia de menina apedrejada no Rio diz que agressores acham que são Deus.
PM suspeito de agredir duas pessoas em Barretos é afastado e investigado
Vigilância lacra cadeia e polícia reabre para receber detentos transferidos
Vigilância Sanitária confirma morte por dengue na cidade
Operação da Receita Federal contra fraude atinge 12 cidades da região
Pitangueiras, SP, lidera geração de postos de trabalho em abril no Estado
Homem é multado por manter 121 galos usados em rinhas, diz polícia
Inscrições do Enem começam às 10h do dia 25 de maio
Domingo é dia de Desfile Cívico: Monte Alto, destino turístico.
Câmara aprova proibição de foie gras e roupas feitas com pele em SP
Servidores rejeitam nova proposta e mantêm greve em Sertãozinho, SP
Índice cai, mas Franca continua líder em ranking de saneamento básico
Operários morrem ao serem atingidos por placas de 1 tonelada em SP
Em visita a Pontal, Alckmin é recebido com protesto por professores
Câmara rejeita abertura de comissão sobre cassação da prefeita Dárcy Vera
Taquaral usa vespa para combater praga em plantações de laranja
Avião faz pouso forçado em canteiro central de rodovia em Catanduva
Em racionamento, Taiaçu desperdiça 66% da água que capta, diz governo