Noticias Locais

Prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera, é presa na segunda fase da Sevandija
02/12/2016

Prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera, é presa na segunda fase da Sevandija

Dois ex-advogados do Sindicato dos Servidores e ex-secretário foram presos.
São cumpridos mandados de prisão e de busca em três cidades paulistas.

 

Do G1 Ribeirão e Franca

 
 

A prefeita de Ribeirão Preto (SP), Dárcy Vera (PSD), foi presa na manhã desta sexta-feira (2) durante a Operação Mamãe Noel, deflagrada pela Polícia Federal e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público (MP).

A prisão integra a segunda fase da Operação Sevandija, que investigou fraudes e desvios de dinheiro em contratos de licitações de R$ 203 milhões na Prefeitura de Ribeirão.

Também foram presos nesta sexta-feira Sandro Rovani da Silveira Neto e Maria Zuely Alves Librandi, ex-advogados do Sindicato dos Servidores Municipais, e o ex-secretário Marco Antônio dos Santos, que chefiava a Companhia de Desenvolvimento Econônimo (Coderp) e o Departamento de Água e Esgoto (Daerp).

G1 está procurando pelos advogados dos presos, mas nenhum deles atendeu as ligações.

Todos foram levados para a sede da PF em Ribeirão. Dárcy deve ser transferida para a capital paulista, uma vez que, apesar das investigações do Gaeco, o processo contra ela é analisado pela Procuradoria Geral do Estado.

Em nota, a PF informou que o nome desta fase - Mamãe Noel - se deve às evidências de que Maria Zuely repassou, entre 2013 e 2016, mais de R$ 5 milhões aos demais denunciados, em dinheiro e cheques. O valor teria sido desviado dos cofres públicos.

A PF comunicou que outros mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão são cumpridos, mas não especificou quantos. A nota diz apenas que são apurados crimes de peculato, falsidade ideológica, uso de documento falso, corrupção passiva e ativa.

“Os fatos apurados baseiam-se em provas obtidas por meio da análise e investigações realizadas nos materiais apreendidos e depoimentos colhidos após a deflagração da primeira fase da Operação Sevandija”, diz a nota.

Dárcy foi presa na casa onde mora, no bairro Ribeirânia, por volta de 6h, e levada à sede da PF em Ribeirão, mas deve ser transferida para São Paulo ainda nesta sexta-feira, uma vez que tem foro privilegiado. Por volta de 8h, advogados dela estiveram na residência para buscar pertences pessoais da prefeita.

\"PrefeitaPrefeita Dárcy Vera durante depoimento na Procuradoria Geral do Estado em SP (Foto: Reprodução/EPTV)

Busca e apreensão
Agentes da PF e do Gaeco também cumprem mandado de busca e apreensão em uma fazenda em Cajuru (SP), comprada por R$ 1,7 milhão pela advogada Maria Zuely, supostamente com dinheiro desviado da Prefeitura.

Ainda segundo a investigação, Maria Zuely foi usada como “laranja” pelos demais suspeitos. Atualmente bloqueado pela Justiça, o imóvel seria uma garantia aos envolvidos nas fraudes diante da proximidade do fim do mandato da atual prefeita Dárcy Vera.

"Zuely quer aproveitar enquanto Marco Antonio e Dárcy comandam o executivo municipal para garantir o máximo de dinheiro possível e empregar esses valores em outras atividades que possam sustentá-los (todos) caso a nova administração não possibilite as mesmas práticas criminosas" , descreve a PF no inquérito da Operação Sevandija.

\"CompraFazenda em Cajuru (SP) é alvo de mandado de busca e apreensão (Foto: Alexandre Sá/EPTV)

Primeira fase
Maria Zuely, Sandro Rovani e Marco Antônio dos Santos haviam sido presos na primeira fase da Operação Sevandija, em 1º de setembro, mas acabaram sendo libertados posteriormente. Maria Zuely tentou acordo de delação premiada, que foi acabou negadopelo Gaeco. Rovani e Santos obtiveram liberdade provisória.

Os três e a prefeita Dárcy Vera são suspeitos de participar de um rateio ilícito de honorários advocatícios devidos à Maria Zuely em uma ação movida contra a Prefeitura em nome de servidores municipais. O valor dividido seria de R$ 69, 9 milhões.

A partir de interceptações telefônicas e apreensão de documentos, PF e Gaeco identificaram o esquema de corrupção envolvendo o pagamento dos honorários referentes à sentença popularmente chamada de "acordo dos 28%", um processo movido pelo Sindicato contra a Prefeitura exigindo a reposição de perdas salariais do Plano Collor.

\"MariaMaria Zuely Alves Librandi e Sandro Rovani da Silveira Neto também foram presos nesta sexta-feira (2) na Operação Mamãe Notel (Foto: Reprodução/EPTV)

Inicialmente, a suspeita era de que agentes públicos responsáveis por liberar os pagamentos do acordo judicial exigiam que Maria Zuely, que representou os servidores municipais na ação, pagasse propina para receber os valores que lhe eram devidos.

Entretanto, documento apreendido no escritório de Sandro Rovani aponta que, na verdade, houve um acerto entre as partes muito antes da decisão judicial. Para o Gaeco, o acordo só ocorreu porque os três fizeram um acerto prévio, dividindo o valor total dos honorários que seriam recebidos pela ex-advogada do Sindicato.

Ainda são suspeitos de participar do mesmo esquema o presidente afastado do Sindicato dos Servidores Municipais, Wagner Rodrigues, e o advogado André Soares Hentz, contratado por Maria Zuely para defendê-la em outra ação, em que reivindicava o direito de receber os honorários, uma vez que já tinha deixado de representar o Sindicato.

Rodrigues e Hentz foram alvos de mandado de condução coercitiva - quando a pessoa é levada para prestar depoimento - na primeira fase da Operação Sevandija. Na Operação Mamãe Noel, deflagrada nesta sexta-feira, os dois não são citados. Ambos sempre negaram as acusações e informaram que colaboram com as investigações.

\"Ex-superintendenteEx-chefe da Coderp Marco Antônio dos Santos foi preso em 1º de setembro, mas obteve liberdade provisória (Foto: Reprodução/EPTV)
tópicos:

 

 

www.g1.com.br

 

 

Acompanhe abaixo as noticias anteriores

 
USP busca crianças para pesquisa que usa videogame contra a obesidade
USP de Ribeirão Preto testa antioxidantes no combate a doença que causa infertilidade em mulheres
Golpe na internet causa prejuízo de R$ 250 mil a empresa em Jaboticabal
Câmara aprova processo de cassação contra a prefeita de Ribeirão Preto
Prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera, é presa na segunda fase da Sevandija
Não vendia nada, diz dono de site acusado por golpes de R$ 250 milhões
Sem salários, médicos suspendem cirurgias na Santa Casa de Barretos
Suspeita de matar recém-nascida em canavial escondeu gravidez, diz sogra
Justiça divulga limite de gastos nas eleições municipais
Alckmin sanciona lei que oficializa a Região Metropolitana de Ribeirão
Grupo de Guariba, SP, quer salário de vereador igual ao de professor
Postos de Franca e Ribeirão lucram acima da média no Estado, diz estudo
Cachorro como prêmio em bingo da igreja vira polêmica em Ribeirão Preto
Prefeitura suspende 'venda' de férias de servidores contra rombo fiscal
Sem leito de UTI, adolescente morre após 17 horas em trabalho de parto
Testes com vacina da dengue devem começar em 30 dias em Rio Preto
PF em Ribeirão Preto prende traficante procurado na Colômbia e nos EUA
Prefeito de Miguelópolis é preso em operação contra fraude em licitações
PT não descarta discussão sobre novas eleições, diz Humberto Costa
Casos de evasão de pedágio crescem 41,7% nas rodovias de Ribeirão Preto
Ação pede sequestro de bens de Dárcy Vera
Devolução de verba ao IPM não exime Dárcy Vera de improbidade, diz OAB
Ribeirão Preto, SP, tem quarta morte por suspeita de dengue em 2016
Enquanto esperam verba do PAC, moradores decidem asfaltar ruas por conta própria
Depoimento cita propina para o secretário Duarte Nogueira
Quatro suspeitos de fraudar merenda em SP são soltos por acordo com MP
Polícia investiga estupro de menina de 15 anos
Impostos pagos por brasileiros chegam a R$ 2 trilhões este ano
Agressão a servidores faz USP mudar o local de entrega da fosfoetanolamina
Câmara aprova alta de 30% no salário do prefeito de Ribeirão Preto em 2017
Polícia prende em Ribeirão suspeito de aplicar golpes em site de vendas
Câmara aprova orçamento do município para 2016
Taquaritinga corta quatro secretarias e demite 22 para equilibrar contas
Funcionário mata colega em empresa de Monte Alto
Palocci tem direitos políticos cassados por contratar empresa sem licitação
Lei em Ribeirão proíbe retenção de macas de ambulâncias em hospitais
Falta d'água em Jaboticabal é alvo de investigação do Ministério Público
Acabei com minha vida, diz suspeito de matar os pais a facadas em SP
Grupo explode caixas eletrônicos de agência bancária em Pirangi
MP da Suíça confirma que Cunha tem US$ 5 milhões em contas no país
Jaboticabal demite servidores e corta despesas para poupar R$ 6 milhões
Refis das domésticas vai até dia 30 de setembro; veja regras de adesão
Prefeitura retomará sepulturas abandonas no Cemitério
Um morre e 7 ficam feridos em colisão entre carro e van em Dumont, SP
Preço de passagem aérea cai 25%, e conta de luz tem 1º recuo em 17 meses
Abatedouro clandestino é fechado em propriedade rural de Pindorama
Quatro cidades da região pedem corte de até 85% em salários de políticos
Pesquisador acredita que substância desenvolvida na USP cura o câncer
Padrasto nega morte de Joaquim, mas diz já ter ameaçado matar Natália
Com nova prisão, polícia totaliza 31 recapturados após roubo a carro-forte
Falsos médicos em Franca, SP, já chegam a 6, diz secretária de Saúde
Vicinal sem acostamento coloca motoristas em risco em Sertãozinho
Polícia Civil suspeita de fraude em mais 35 cidades
Ibitinga: carro de funerária sofre grave acidente
Pacientes dizem que faltam remédios básicos na rede pública de Jaboticabal
Motociclista empinou moto e prensou comerciante, diz testemunha
Apaixonado por ferrovias, idoso vai conhecer 3 continentes sobre trilhos
Apesar de veto, Câmara aprova multa a quem impedir amamentação
Polícia Militar apreende 80 quilos de maconha no centro de Rio Preto
Doações de Cristiano Araújo ao HC de Barretos chegam a R$ 2 milhões
Operação QI: Justiça afasta 11 de cargos públicos
Vaticano investiga bispo de cidade em São Paulo
MP quer encerrar investigação sobre fraude em concursos em quatro dias
Acidente entre moto e caminhão em vicinal deixa um morto
Tia de menina apedrejada no Rio diz que agressores acham que são Deus.
PM suspeito de agredir duas pessoas em Barretos é afastado e investigado
Vigilância lacra cadeia e polícia reabre para receber detentos transferidos
Vigilância Sanitária confirma morte por dengue na cidade
Operação da Receita Federal contra fraude atinge 12 cidades da região
Pitangueiras, SP, lidera geração de postos de trabalho em abril no Estado
Homem é multado por manter 121 galos usados em rinhas, diz polícia
Inscrições do Enem começam às 10h do dia 25 de maio
Domingo é dia de Desfile Cívico: Monte Alto, destino turístico.
Câmara aprova proibição de foie gras e roupas feitas com pele em SP
Servidores rejeitam nova proposta e mantêm greve em Sertãozinho, SP
Índice cai, mas Franca continua líder em ranking de saneamento básico
Operários morrem ao serem atingidos por placas de 1 tonelada em SP
Em visita a Pontal, Alckmin é recebido com protesto por professores
Câmara rejeita abertura de comissão sobre cassação da prefeita Dárcy Vera
Taquaral usa vespa para combater praga em plantações de laranja
Avião faz pouso forçado em canteiro central de rodovia em Catanduva
Em racionamento, Taiaçu desperdiça 66% da água que capta, diz governo