Ultimas Noticias

Rodrigo Maia defende liberação de cassinos e bingos no RJ e em SP
21/07/2016

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu em entrevista ao G1 votar neste ano proposta com mecanismos de "regulação forte" para liberar cassinos no Rio de Janeiro e em São Paulo. Na avaliação dele, não haverá interesse de investidores se a liberação de jogos de azar se restringir a áreas remotas do país.

Várias propostas, entre as quais algumas que limitam a exploração de jogos de azar a estados distantes dos principais centros urbanos, tramitam em uma comissão especial da Câmara.

Para Rodrigo Maia, é possível concluir a análise no colegiado e aprovar um texto no plenário ainda neste ano. Ele ressaltou, porém, que não vai permitir uma proposta que signifique que “liberou geral”.

“No Rio de Janeiro, depois da Olimpíada, você vai ter muito espaço que vai precisar ser organizado de outra forma porque ficará capacidade ociosa da rede hoteleira. O interesse primeiro do investidor estrangeiro é Rio e São Paulo. Temos que falar a verdade. É um setor que pode gerar muita arrecadação para o governo”, afirmou.

Em conversa de cerca de 30 minutos na tarde desta quarta-feira (20) com o G1, Rodrigo Maia tratou da mudança de rotinaapós assumir a presidência, das negociações com partidos e com o governo Temer.

No gabinete, os dias de recesso do Legislativo são de entra e sai de deputados. Antes de receber o G1, Maia conversou, por exemplo, com os ex-presidentes petistas da CâmaraArlindo Chinaglia (PT-SP) e Marco Maia (PT-RS).

O deputado do DEM aposta em manter o gabinete aberto tanto para a base quanto para a oposição, como forma de viabilizar os sete meses de mandato-tampão, para o qual foi eleito após a renúncia de Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Se Cunha quis se distanciar do Executivo e dar “independência” ao Congresso, Maia diz que busca, como marca de sua gestão, a “harmonia” da Câmara.

Veja os principais trechos da entrevista:

 
 
 

Cassinos
Rodrigo Maia enxerga a possibilidade de pautar em plenário, ainda neste ano, projeto que libere e regulamente jogos de azar. Para ele, é preciso construir uma proposta que só permita a exploração de cassinos em resorts com ampla infraestrutura, especialmente no eixo Rio-São Paulo.

No Senado, também tramita proposta sobre o tema, que chegou a ser anunciada neste mês como prioridade pelo presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL). A matéria, no entanto, não chegou a ser votada antes do chamado "recesso branco" e só poderá ser discutida a partir de agosto.

Sempre se pensa no caso americano, de Las Vegas, mas o Brasil não é Estados Unidos. Temos que trabalhar com nossa realidade. O Brasil precisa gerar investimento. Se você for esperar o desenvolvimento de algumas cidades, isso pode ficar nas boas intenções. Acho que no Rio cabe um cassino e em São Paulo, dois, mas com regulação."

Na Câmara, a proposta está sendo discutida em uma comissão especial e, se aprovada, seguirá direto para o plenário. O deputado do DEM discorda de projetos que limitem a existência de jogos a regiões remotas do país, com o objetivo de desenvolver estados como Roraima e Acre.

Para Rodrigo Maia, investidores querem aplicar dinheiro em grandes cidades.

“Sempre se pensa no caso americano, de Las Vegas, mas o Brasil não é Estados Unidos. Temos que trabalhar com nossa realidade. O Brasil precisa gerar investimento. Se você for esperar o desenvolvimento de algumas cidades, isso pode ficar nas boas intenções. Acho que no Rio cabe um cassino e em São Paulo, dois, mas com regulação”, disse o presidente da Câmara.

Ele destacou, porém, que não levará a proposta ao plenário se o texto que passar na comissão especial significar um “liberou geral”.

Para Rodrigo Maia, é preciso "regulação forte" da Receita Federal e outros órgãos, para garantir que o dinheiro entre nos cofres do governo, além de tornar crime exploração ilegal de caça-níqueis e outros jogos, o que atualmente é uma contravenção.

“Não queremos que se possa abrir bingo em cada esquina. Queremos trazer o jogo para o setor de entretenimento. Podem levar investimentos para cidades brasileiras. Se sair da comissão um projeto que avance nessa área de investimento alto, principalmente de estrangeiros, e que avance numa punição, vou pautar”, disse.

 
 
 

Processo de cassação de Cunha
Rodrigo Maia não quer estabelecer data para a votação do processo de cassação do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), mas afirmou que pretende concluir a votação no plenário em agosto.

Ele disse ainda considerar que eventuais manobras de aliados do peemedebista não conseguirão poupar o mandato do ex-presidente da Câmara.

“O tempo vai ser pequeno. Se você não tiver quórum aqui, é questão de dez, 15 dias, 20 dias, no máximo. Ninguém consegue segurar isso por muito tempo, nem nós queremos isso. O resultado da CCJ [Comissão de Constituição e Justiça] sinaliza uma impossibilidade de qualquer manobra em plenário na votação no caso dele”, afirmou.

Processo de impeachment de Temer
Rodrigo Maia disse que não vai instalar a comissão para analisar processo de impeachment do presidente em exercício, Michel Temer se os líderes se recusarem a indicar integrantes.

Em abril, o ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, determinou que o então presidente da Casa, Eduardo Cunha,instalasse comissão para julgar Temer.

Cunha mandou ofício aos líderes para que indicassem integrantes, mas os nomes não foram apresentados pela maioria dos partidos, em uma estratégia para impedir a continuidade do processo.

Perguntado se manterá a mesma atitude, Rodrigo Maia afirmou que o STF não deu prazo para instalação da comissão e disse ser contra uma investigação de Temer.

“O ministro Marco Aurélio é ministro do Supremo e não é deputado. Vamos respeitar a decisão do Supremo, que não deu prazo [para indicação dos integrantes]. Acho que essa comissão não deveria ter sido instalada. Não vejo crime de responsabilidade do presidente Michel Temer”, disse.

www.g1.com.br

 

 

Acompanhe abaixo as noticias anteriores

 
Leilão de aeroportos vai custar R$ 3 bilhões extras ao governo, alerta presidente da Infraero
Justiça determina bloqueio de até R$ 26 milhões de ex-governadores e ex-vice do DF
82% dos jovens contribuem para o \'sustento da casa\', diz SPC Brasil
Temer diz que União vai exigir contrapartidas para socorrer estados
Número de famílias na miséria volta a crescer em 2015
Estradas de SP terão pedágios mais em conta fora dos horários de pico
PF prende policiais legislativos suspeitos de atrapalhar investigações
Petrobras reduz plano de investimento para US$ 74,1 bilhões em 5 anos
Criança morre ao tentar capturar pokémons no litoral do RS, diz amigo
Rodrigo Maia defende liberação de cassinos e bingos no RJ e em SP
Baixa rentabilidade e crise fazem brasileiros 'fugirem' da poupança
Estudo sobre zika pode levar Brasil a mudar protocolo de microcefalia
Edson Celulari é diagnosticado com câncer
Conselho marca para terça sessão que deve votar parecer sobre Cunha
Juro do cheque especial sobe para 308% ao ano em abril, novo recorde
Arrecadação recua 7,1%, para R$ 110 bilhões, e tem pior abril em 6 anos
Governo encaminha ao Congresso projeto de lei que corrige tabela do IR
Desemprego fica em 10,9% no 1º trimestre de 2016, diz IBGE
Temer diz que vai aguardar decisão do Senado em silêncio
Contas de luz no interior de SP, no MS e no MT terão alta de mais de 7%
Governo encara próximos 15 dias como decisivos ao impeachment
Lula vai para Casa Civil e Jaques Wagner para a chefia de gabinete
PF encontra cofre da família de Lula
Desemprego sobe e atinge maior taxa para janeiro desde 2009, diz IBGE
Secretário diz que reorganização será feita em escolas que solicitarem
Brasileiro recebe 1,75 milhão de euros para desenvolver pesquisa na Europa
Antibiótico de uso corrente eleva risco de asma e obesidade infantil
Caso de aborto confirma que zika consegue atravessar a placenta
Chuva forte abre cratera e interdita trecho da Rodovia Washington Luís
Salário mínimo em 2016: veja o que muda com o novo valor
Gasto de brasileiro no exterior cai 43,4% em novembro.
Anvisa libera início da última fase de testes da vacina contra dengue
Inflação do aluguel acumula alta de mais de 10% em 1 ano, diz FGV
Congresso derruba dois vetos presidenciais e mantém outros 12
França lança bombardeio maciço a reduto do Estado Islâmico na Síria
David Cameron irá ligar para Vladimir Putin para falar sobre suspeita. Queda do avião deixou 224 mortos no Sinai no sábado
David Cameron irá ligar para Vladimir Putin para falar sobre suspeita. Queda do avião deixou 224 mortos no Sinai no sábado
Desemprego fica em 8,7% nos três meses até agosto
Dívida pública sobe 1,8% em setembro, para R$ 2,73 trilhões
Meu governo não está envolvido em escândalo de corrupção, diz Dilma
Governo publica novas regras para economizar com passagem aérea
Suíça bloqueia US$ 2,4 milhões das contas de Cunha
Indústria tem queda de 9% sobre agosto de 2014, a maior desde 2003
Se aprovada, PEC da CPMF só valerá em julho de 2016, diz Eduardo Cunha
Juro do cartão de crédito passa de 400% ao ano; do cheque vai 253%
2 anos de Mais Médicos: ministro diz que Brasil trará estrangeiros até 2026
Em reunião com ministros, Dilma acerta cortes de R$ 20 bilhões
Levy diz que governo vai cortar gastos mais que em outros casos
1ª parcela do 13º de aposentado do INSS será paga na folha de setembro
Agenda econômica domina pauta desta semana no Congresso
Nº de cidades do Brasil que oferecem Wi-Fi chega a 26%, diz IBGE
Ministro do TSE pede investigação das contas de campanha de Dilma
Juiz Sérgio Moro diz ao STF que delator omitiu nome de Cunha
Aneel propõe reduzir em 18% bandeira vermelha da conta de luz
Banco do Brasil abre concurso para 860 vagas de escriturário
Bradesco compra operações do HSBC no Brasil por R$ 17,6 bilhões
Vacina de dengue em teste é mais eficaz a partir de 9 anos de idade
Situação no Brasil é como filme de terror sem fim, diz Financial Times
Cunha pede que processo sobre a Petrobras em que é citado vá ao STF
Medida provisória amplia limite do crédito consignado
Programa de proteção a empregos é para todos os setores, diz ministro
Ministro das Finanças da Grécia anuncia renúncia do cargo
Câmara aprova em 1º turno nova proposta para reduzir maioridade
Bolsas caem por temor sobre a crise da Grécia
Desemprego sobe e tem maior taxa para maio desde 2010, diz IBGE
Número de mortos em onda de calor no Paquistão sobe para 700
Venezuela nega ter dificultado visita de senadores brasileiros a Caracas
Brasil tinha 23,1 mil jovens privados de liberdade em 2013, diz Ipea
Papa autoriza julgamento de bispos por acobertar padres pedófilos
Gilmar Mendes vai votar ainda em junho o financiamento de campanhas
Sisu de meio de ano terá 55,6 mil vagas em instituições públicas
Câmara aprova restrição para acesso a recursos do fundo partidário
Levy diz que governo cortou na carne, mas com cautela e equilíbrio
Câmara aprova texto-base de MP que eleva impostos sobre importação
Em semana de corte no Orçamento, Dilma se reúne com conselho político
Novo cálculo da aposentadoria deve ampliar rombo no INSS
Com adesão à fibra ótica, Vinhedo vira referência em velocidade de web
Produção de veículos no Brasil recua 21,7% em abril, diz Anfavea
Letalidade da PM em SP é a maior nos últimos 12 anos no 1º trimestre
Investigação aponta quebra de pá em helicóptero que matou cinco em SP
Pela primeira vez, Dilma não vai se pronunciar na TV no Dia do Trabalho
Com redução da maioridade, sistema pode ter 32 mil presos a mais em 1 ano
A dez dias para o fim das inscrições, estudantes temem ficar sem o Fies
1º lote de restituição do Imposto de Renda 2015 será pago em 15 de junho
87% são a favor da redução da maioridade penal, diz Datafolha